domingo, 3 de janeiro de 2016

Por estas e por outras é que eu tenho a certeza que é amor.

[NM] Fogo... Eu não percebo, as minhas pinças ficam cegas em menos de nada. Já tenho de ir comprar outra.. 

[Estimado homem] Eh pah, mas não as deites fora... 

[NM] Não?!?

[Estimado homem] Não. Mete-as na minha caixa de ferramentas.

[NM] Hã?!

[Estimado homem] Sim, estou sempre a precisar delas para agarrar coisas pequenas e vejo-me aflito para as encontrar no meio das tuas coisas.

(...)

Não o matei. 
Amo este homem, ou quê?!

E o martírio que é encontrar uma pinça de jeito, hum?


13 comentários:

  1. Olha, já aprendi uma coisa, o que são pinças cegas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este meu blogue é um poço de conhecimento, ora sim? :D

      Excluir
    2. Vinha cá dizer o mesmo! Nunca tal tinha ouvido!

      Excluir
  2. Pah. Eu guardo as minhas em sítios secretos. Caí nessa uma vez. É isso é o alicate das peles. Uma pessoa compra alguns dez antes de encontrar um como deve ser.
    (É amor, claro que é, mas eu sou mais cigana, ó)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ui com as pinças é um horror... Uma em cinco, seguramente.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Sei lá... Suponho que seja para colar coisas e assim... Mas não sei. Mas eu pergunto-lhe e depois digo-te, que agora também fiquei curiosa.

      Excluir
  4. Queres uma pinça para quê, ó minha Deusa blogosferica toda depilada pelo método Alexandrite?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para agarrar coisas pequenas, claro. :D

      Excluir
  5. Ganha pontos pela sinceridade :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceridade essa que só teve lugar porque não anteviu a minha reacção... Parece-me! ;)

      Excluir
  6. O meu usa mais que eu e garanto-te que não é para colar cenas... (com essa das pinças cegas é que me calaste, desconhecia!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh pá, que mania. Que arranjem as suas próprias pinças, caramba.

      Excluir