segunda-feira, 17 de julho de 2017

Luna is overrated.

O pediatra fez-nos o ultimato da chupeta. Verdade verdadinha que o Baby já praticamente só a usa para dormir mas sempre que está em casa e lhe bota os olhinhos... Zau!! "Pépé" na boca! É aquele saboroso pecado, de quem bem demais sabe que não devia.

Na última ida ao pediatra ele bem ouviu o ralhete, que já não tinha jeito nenhum, que já era um homem e que estava a ficar com os dentes tortos, que tinha de largar aquilo.

Ora, a chupeta que ele tem já é única e é das primeiras que teve (que entretanto com o uso foi crescendo e crescendo e crescendo)... É portanto insubstituível. A outra que tinha rasgou-se (tanto cresceu...), pelo que estamos por dias de resolver a questão por falta de utensílio.

Mas bom... Como estava eu a contar, o Baby bem sabe que a chupeta é proíbida, que só mesmo para adormecer... E, e... Já nem para isso devia ser.

Estávamos nós em casa a curtir um domingo de ronha, quando o vejo entrar no quarto... Ele, de costas para a porta, olha para cima da cama, vê o kit de segurança: chupeta + fralda, julga-se sozinho e... Zau! Chupeta a caminho da boca.

Eu, qual Lucky Luke, faço-lhe um sonoro: A-hã!!, as in "é que nem penses", que o atinge pelas costas...

Ele olha para trás e com a chupeta na mão, encostada à boquinha ainda aberta, diz:

- Eu ia fajê axim...

E começa a massajar os cantos da boca com a chupeta. Eu atónita a olhar para ele sem saber muito bem se desatava às gargalhada ou aos berros, e ele lá seguia com energéticos movimentos circulares... Já na bochecha...

- Bês... axim... Óia!!!

Sempre com precisos movimentos circulares já levava a chupeta na testa:

- axim...  ia fajê axim... E é pexiso fajé na caínha toda... 

Eu olho para ele, com os olhos muito arregalados, a apertar os lábios o mais que conseguia... Por favor criador, não permitais que me desmanche aqui em gargalhadas. Eu não posso. Eu tenho que educar. E ele não pode. Fazei com que eu tenha forças...

Nisto ele olha para mim, pára com a "massagem", e no pináculo da mais pura da sonsice - SON-SI-CE! pura e dura, pergunta a fazer-se de muito sério:

- Puque tás a olhá axim pa mim?! Também faiz mau aos dentinhos fajê axim com a chupeta, faiz?! 

(...)

É tão, mas tão, difícil educar este meu filho...


22 comentários:

  1. Ate me vieram as lágrimas aos olhos!!! A esperteza dos miudos é uma coisa fantástica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chico-esperteza e só de alguns miúdos. Nunca o meu filho mais velho teria a lata de fazer isto.... :DDDD

      Excluir
  2. Só aqui entre nós: a minha filha mais velha usou chupeta até aos cinco anos. De facto os dentes começaram a arquear e o pediatra bem dava ultimatos, mas eu entendi não forçar. Depois, quando ela largou finalmente o dispositivo, a dentição depressa retomou o lugar certo e nunca houve quaisquer problemas por causa da chupeta.
    :-)
    Para além disto, resta-me dizer que este post é adorável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, se for só para dormir eu também não me importo. Mas agora não posso desautorizar o médico que este meia leca não deixa escapar nada... :D

      Excluir
  3. Claro que não faiz!
    Eu já te disse isto antes mas se algum dia te fartares dos teus pequenos, eu tenho uma casa grande e adoro que gozem comigo :DDDD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquer dia... Dling-dlong!! Surprise!! :DDD

      Excluir
  4. Ahahahahahahah!
    Ahahahahahahah!
    Ahahahahahahah!
    Eles não saem às pedras, sabes? :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estou a ver onde possas estar a querer chegar... :DDDD

      Excluir
    2. A lado nenhum...
      Pergunta aí ao estimado esposo.

      Excluir
    3. Estimado esposo manda dizer que também não está a perceber nada... ;)

      Excluir
  5. A minha deu a dela a uns patos de um jardim a que era frequente irmos e levou uns tempos a perguntar porque razão os patos não a usavam, ou seja, tanta generosidade para nada...é um equilíbrio difícil de gerir, por um lado só nos dá vontade de fazer a vontade aos miúdos, por outro sabemos que não é o melhor...
    ~CC~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta situação vai-se resolver como se resolveu a do Jr... Vai romper. Já só tem uma e está tão velhinha, que uma vez que a morda vai à vida. E depois já se sabe que as chupetas são insubstituíveis porque nenhuma que se compre tem o formato que ele gosta. (Ai, benditas chupetas... Tanto num como noutro foram interruptores. Acordavam a chorar, metia-lhes a chupeta, e eles, zau, adormeciam instantemente...)

      Excluir
    2. Foi assim que deixei de usar chupeta. Usei até relativamente tarde para dormir (não me lembro ao certo até quando) e quando se estragou, não quis outra. E assim acabou a fase da chupeta.

      Excluir
  6. pimenta na chupeta, não se pode?... :b

    (só me apetece dizer: tão fofinhoooooooooooooooooooo!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahahahahahahahah oh flor, ocorreu-se-me agora... Sabes o que podíamos fazer?! Eu ia a um desses fóruns de mamãs pedir conselhos para a criança largar a chupeta. E tu ias lá sugerir isso da pimenta. Hum?! Que dizes? Só assim naquela de vermos o que acontecia... :DDDD

      (Como assim fofinho?! Um burlão em potência mazé...)

      Excluir
    2. suspeito que me fuzilavam...

      Excluir
    3. pior :)


      (um bandido fofinhooooo para ir comigo assaltar bancos...)

      Excluir
    4. potência! lá está... não sai Às pedras da calçada :P
      olha, quando lá forem partilhem, sim?

      Excluir
    5. Ahahahahah queimavam a internet, flor!

      Antes em potência que em raiz de índice igual ao expoente, I*... :D

      Excluir
    6. O meu irmao com a pimenta na chupeta colocou na boca, chupou, fez cara feia, chupou um pouco mais tirou-a da boca apontando-a para a nossa mae e disse: "maiz!"

      Excluir