quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Trigo limpo, farinha Amparo.


[Baby] Mãe, vou atirar areia para água. Posso?

[NM] Vais molhar os pés...

[Baby] Não vou, não... Eu tenho cuidado.

[NM] Muito, muito cuidado... Olha que não temos mais calçado aqui...


[Baby] Tá bem.


(30 segundos)


[NM] Baby... Os pés...


[Baby] Tá beeeem...


(30 segundos)

[NM] Baby...

[Baby] Eu seeei... Confia em mim, bolas...

(30 segundos)


[Baby] Buááá... Buááá...

[NM] Que foi?!!

[Baby] Moo-oooo-oolhei os pé-eee-eees!!!


(...)


É com cada surpresa nesta vida... Bolas...




8 comentários:

  1. Eu admito. ADORO estes posts!
    Continuação de Boas Festas para toda essa família, querida NM!

    (e que 2019 seja outra vez rico em posts destes e dos outros, sim?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)) muitos beijinhos, Susana. Que em 2019 por cá andemos todos a cirandar de boa saúde! :)

      Excluir
  2. É se não fosse assim não teria graça!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes cansa...

      Um bocadinho, quase nada... ;)

      Excluir
  3. E crescem, deixam de ser babys e a história do "eu sei", "já sei", "espera", "já disseste isso" continua. Logo seguido de "caiu", "calhou","distraí-me", "esqueci-me"... :)

    Bom ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim o meu rico menino vai deixar de ser "Baby"?!!! Como assim? Jamais! Meu rico menino...

      Bom Ano!! :)

      Excluir