quarta-feira, 21 de março de 2018

Há de chegar aos 25 sem ter tido um única namorada e a culpa há de ser do pai.

[Jr.] Já viste mãe, se contares de 5 em 5, tens ímpar, par, ímpar, par, ímpar, par, sempre assim...

[NM] Ahã! Muito fixe, não é?

{chega o pai...}

[Estimado marido] Que se passa?

[Jr.] Estava a dizer à mãe que se contarmos de 5 em 5 temos ímpar, par, ímpar, par, ímpar, par...

[Estimado marido] Pois é... Anda aqui comigo ver uma coisa.

{Eu fico a fazer as minhas coisas, secar o cabelo e assim, enquanto pai e filho lá vão à vida deles.. }

(...)

[NM] E então?! Que foste fazer com o pai?

[Jr.] Demonstrar que a soma de dois pares dá par, que a soma de dois impares dá par e que a soma de par com ímpar dá ímpar.

[NM] "Demonstrar"?!

[Jr.] Sim. Para dois números quaisquer.

(...)

Pobre criança...

27 comentários:

  1. E eu a achar que a minha família é esquisita...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahahahhahahahahahhahaahahahahahahahahahah

      (mas assim à primeira vista juro que parecemos normais...)

      Excluir
  2. Ah, mas por essa idade já terá ganho a Fields. :)

    ResponderExcluir
  3. Espero que ao menos tenha dito “quaisqueres”. É o mínimo.
    (estás a ver se ficamos a achar que os nossos rebentos são burros, pois não é?...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeerrr... Por acaso foi mesmo "quaisquer"...

      (sabes que ele tem esta coisa com a matemática... Não sei, não entendo, não percebo... Não lhe é incentivada nem nada....)

      Excluir
  4. Pensa positivo... Há-de ter 40 anos e ainda estar a viver com os pais! Oh wait...

    ResponderExcluir
  5. Tive um colega de residência universitária, feio, que se queixava que nenhuma miúda falava com ele qiando saía à noite. Metia-se com elas e elas desapareciam logo.

    Então e tu falas-lhes sobre o quê?

    Física quântica, é super interessantíssimo.

    ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui que ninguém nos ouve, R, acho que me apaixonei irremediavelmente pelo meu marido enquanto ele dissertava entusiasticamente sobre sistemas de células acopladas. (Células enquanto entidades matemáticas não biológicas, note-se!) Lembro-me como se fosse hoje... O entusiasmo, o brilhozinho nos olhos, as mangas arregaçadas... E olha ... Deu no que deu. :D

      há de tudo neste supermercado de Deus e às tantas alguém, um dia, se apaixonou irremediavelmente pelo teu colega...

      Excluir
    2. Huuummmm... Deu-te vontade de acoplar, entendo! :p

      Excluir
    3. Eeerr... Basicamente, sim! :D

      Excluir
  6. Com essa inteligência até vão fazer fila <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A genética foi amiga e saiu à mãe. ;D

      Excluir
    2. saiu à mãe, como? efeminado? bonito? bur...menos inteligente do que o pai?

      Excluir
  7. Pipocante Irrelevante Delirante22 de março de 2018 19:50

    Filas. Paletes. Resmas.
    De raparigas.

    ResponderExcluir
  8. Olha que não, olha que. Com a lábia dele e o jeito para matemática em três tempos arranja um algoritmo qualquer para gerir uma carrada de namoradas em simultâneo, sem que nenhuma saiba da existência das outras, venham elas em número par ou ímpar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahaahah Estava a brincar ao dizer que ele não ia ter namoradas, que ele é um geek um bocado atípico de tão sociável que é. Já esses esquemas de ter várias em simultâneo... Bom, não o estou a ver que ele é todo certinho, mas... Mas..., né? :D

      Excluir
    2. Pipocante Irrelevante Delirante23 de março de 2018 13:31

      Geek atípico?
      'tão???

      Excluir
    3. É uma raridade ao quadrado o rapaz... :DD

      Excluir
  9. Tenho um companheiro parecido...as miúdas quando eram pequenas queriam fazer-lhe perguntas mas calavam-nos pois sabiam que as respostas iam durar pelo menos meia hora:)
    ~CC~

    ResponderExcluir
  10. Pipocante Irrelevante Delirante27 de março de 2018 13:51

    Para quando um movimento Capazes que nos defenda?
    Quero dissertar sobre equações com um canivete suíço no bolso sem ser bulizado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Para quando um movimento Capazes que nos defenda?" Pfff... Não se conseguem defender sozinhos... Meninas, pá! Meninas!

      Excluir