quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Por outro lado...

Quando ouvirem "Não és tu, sou eu...", vindo da vossa cara metade e dito com ar sério e pesaroso, provavelmente não irão gostar do uso que será dado ao plural e não devem, de todo, aceitar uma festinha condescendente.*

* Espetem-lhe antes um murro nas fuças... Assim... Tipo... Tumba! Tau! Tombou!

5 comentários:

  1. Ah ah ah ah ah ah ah ah
    Frigideira na tola. No mínimo!

    ResponderExcluir
  2. Ou um rotativo na boca só para proporcionar algum momento cinematografico ao que já de si vai ser um momento demasiado rodado nos cinemas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahahah.. Mas isso do rotativo... Depende da agilidade de cada um e, de momento, esse é assunto tabu por estas bandas. :)

      Excluir
  3. Oi? Então é para bater no homem quando ele disser isso?
    Ainda hoje de manhã Mr. Mirone me disse isso, quando decidiamos quem de nós iria buscar a Mironinho logo à tarde: "o problema não és tu, sou eu, que devo ter trabalho até tarde". Deu-me uma festinha e um beijo e antes de fechar a porta ainda o ouvi dizer: "Olha, vamos falando, até logo...".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirone... Sua destruidora de teorias!! :)

      Excluir