domingo, 22 de junho de 2014

Pessoas que pariram há meio ano ou menos, vinde cá que temos de conversar...

Vamos partilhar experiências... O Baby tem 4 meses e 6 dias. Eu:

(1.) Se não me controlasse emocionava-me por tudo e por nada e a toda a hora. Com crianças e velhinhos, mas também com adolescentes e homens feitos que vejo a brincar com os filhos... E os cãezinhos e os gatinhos e as andorinhas e as gaivotas, tão mal amadas, coitadinhas... E as plantinhas... E a minha rica orquídea lilás que está com mau aspecto, coitadinha. E o meu filho mais velho que já está um rapazinho, coitadinho... E a crença das pessoas... Como me emociono com a crença das pessoas num Deus maior... Ou no futebol. E com a descrença das pessoas... Como me comove a falta de fé...

(2.) Ando com os nervos à flor da pele, com um mau feitio nunca antes visto. Tenho de contar até 10... Eeeerrr... 120, para não mandar tudo para o real cara...ças mais velho. E cansada... Ando tãaaaooo cansada!

(3.) Ando uma vaidosa que mete nojo. Eu que nem sou nada dessas coisas... Sempre fui pelos serviços mínimos. Mas agora... Upa-upa... Vê-de lá que de repente tenho na Globe a minha marca preferida (é do grupo da Lanidor mas fabrica tudo em Portugal, prête attention hã...)... Eu, que quando andava no liceu era dos das Doc Martens, Sex Pistols e Ramones, agora perco-me com os vestidinhos e saias lápis de cós alto da Globe... Tuuuudo bem, não há-de ser nada!!

(4.) E o cabelo... Depois é aquela cena de perder cabelo às manadas... Mas pronto, isso já percebi que é mesmo hormonal e já estou a fazer a fazer um tratamento. Mas e o resto, hein?... Mais alguém?... Há por aí mais alguém a descompensar??... Se não houver... Há por aí alguma boa alma que me possa mentir?


42 comentários:

  1. Tudo isso é normal...Falo porque sei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tuuuuudo? O re-styling também?? (Estás mentir Til?)

      Excluir
  2. Estive a ler com atenção. É tudo estranhíssimo. Uma mulher com nervos em franja, nhó-nhó, vaidosa e com as melenas na ultima desgraça, nunca vi. Talvez precises de consultar um especialista ... ou vários. Vê lá isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu estás-me a gozar que eu bem sei... Mas tu é que não sabes como é que eu era "em antes"... Eu saía para a rua, de sorriso na cara e a cantar muito afinadinha... Os passarinhos pousava-me nos ombros e completavam a melodia com um belo chilrear... Pá... Se achas que não tenho motivos para me preocupar...

      Excluir
    2. Eu acho que a mulher é assim uma espécie de 'work in progress' da vida. Ora, pelo que vejo, estás na fase da produção descontrolada de homonas. De seguida passas aos testes de laboratório para afinar os componentes. Podem afinar-se algumas falhas, mas acredito que voltes a qualquer momento à linha de produção. Não terás motivos para preocupações, a menos que te desapareçam todos os sintomas de um trago e começem a nascer pêlos no peito. Aí pára! És um homem, e terás de ir à faca cortar apendices os desnecessários.

      Excluir
    3. Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah... Era só o que me faltava... Desobrir que era gajo! :DDDD

      Excluir
  3. Então é assim querida NM:
    As hormonas são umas chatas, mas é mesmo assim.
    Em relação ao cabelo é normal cair passados 3 ou 4 meses após o parto (não é que eu me lembre, mas a minha nora foi mãe há tempos e isso acontece, mas melhora e a aueda acaba por parar.)
    Em relação à vaidade, eu até acho muito bem, a mulher tem que ser vaidosa, arranjar-se e sentir-se bem na sua pele.
    Muita força querida NM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As hormonas andam a dar cabo de mim andam (e dos outros lá de casa também) :DD

      Excluir
  4. NM, eu pari vai fazer quarta seis meses, e já está a passar. Ficou a queda de cabelo e os nerves a flor da pele que ficaram desde a gravidez do mai velho que já tem três anos nunca passaram... O re-styling também me deu mas passou que acaba a licença e uma gaja não tem tempo para tudo. Nada temas querida ne só volta quando voltares a parir :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando voltar a parir??? Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

      Excluir
  5. Eu não sou mãe, mas vou dar uma opinião, só para não estar calada :P

    Vamos lá supor que o teu (vou tratar-te por tu, pode ser?) bebé chora noite e noites e vos faz ter péssimas noites. Quando tenho semanas de más noites de sono fico muito sensível, tudo me faz chorar, tudo mas faz embargar a voz, fico nervosa, passo-me com qualquer coisa, apetece-me mandar o mundo para o carai, e por aí em diante. Pelo que os pontos 1. e 2. podem, salvo melhor opinião, dever-se mesmo ao cansaço.

    Mudar de estilo pode ter que ver com facto de já não seres bem essa miúda da faculdade. E andar mais vaidosa, às vezes é um mimo que nos permitimos gozar quando andamos carentes e mimalhas ;) Uma sainha aqui, um vestidinho acolá...

    Mas talvez haja gente mais informada, de hormonas ainda à procura do seu lugar, que te ajude ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Melissa, mas só uma ressalva... Na faculdade já não andava de Doc martens... :DDD Isso foi mesmo no liceu aos 15-16 anos... Na faculdade era calças de ganga com umas partes de cima engraçaditas... agora é que me deu para o vestido... e para o BB cream.... e para o gloss... e para o... :DDDD

      Excluir
  6. "Senão" me controlasse? Senão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, já está corrigido. Se pudesse ver tudo para trás eu ficava muito agradecida e até lhe fazia um post. Com um poema.

      Excluir
    2. Dispenso o poema e o post. Ao contrário de outras pessoas, não tenho qualquer sede de protagonismo, nem preciso de andar por aí a exibir o calçado da família.

      Mas serviços de revisão, se pagar bem... É boa a negociar? Tão boa como a dar respostas mordazes?

      Excluir
    3. Ora, ora anónimo, mas então não vê que é hormonal... Que ando com um mau feitio que não se aguenta? Vá... Não se aborreça comigo que não carece.

      Excluir
    4. Ora viva!, finalmente uma resposta que não é respinguenta! Até fiquei emocionada. É a primeira vez, tenho a certeza!

      Vá, para fazermos as pazes e ver que eu não sou assim tão má como isso, comento consigo uma coisa que li há muitos, muitos anos e achei tão verdadeira que nunca mais esqueci: ser mãe muda-nos tanto a nível interior que era impossível que não deixasse marcas a nível exterior.

      Claro que isto era mais a propósito dos nossos eternos problemas femininos (o peso, as estrias, o... as... you name it), mas acho que também se aplica ao que fala neste post, não é? Vá, nas horas piorzinhas, lembre-se disto e tente relativizar. Afinal ser mãe é maior que as neuras que daí vêm, não é?

      A floresta, NM, a floresta e não a árvore. (Eu sei que a NM também sabe isto, mas às vezes faz bem ouvir, como também faz bem desabafar, que foi o que fez no post.)

      Excluir
    5. Eu sei, eu sei. Aliás em boa verdade lhe digo que sou muito melhor pessoa, em todos os aspectos, desde que fui mãe. Fiquei imensamente mais rica. Desconfio até que fiquei ainda mais inteligente, veja lá... :)))

      (E se não fui respinguenta, foi só porque não a reconheci! ;DDDDD)

      Excluir
  7. A minha mais nova nascei há quase 3 anos e eu ando assim como tu!
    É do tempo, isso passa!

    ResponderExcluir
  8. Há pessoas a quem nunca passam os sintomas descritos no ponto 1) .Mas eu devo ser um caso patológico

    ResponderExcluir
  9. Esqueceu-se de mencionar uma certa secura vaginal...ou será muito?! :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :DDDDDD Pois se calhar será.... :DDDDDDDDDDD

      Excluir
  10. Daqui camarada que pariu há 3 meses.
    Ponto1: igual
    Ponto2: toda a gente refere o meu mau feitio, embora eu não ache que seja assim tãããooo anormal. (eu acho é que com a gravidez fiquei um pouco mais fofinha e agora estão a estranhar voltar ao antigamente)
    Ponto3: Sempre fui vaidosa. Mas ultimamente a minha vaidade está intimamente ligada ao número de horas que consigo dormir. (quando não durmo, nem dispo o pijama - enquanto posso)
    Ponto4: Começou agora. Não sei onde é que isto vai parar. A única parte positiva seria se eu apanhasse todo o que caiu e doasse para perucas.
    Escuto.
    Over and out.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recebido. Começa majé a tratar dessa melena. Vai à farmácia e diz adeus a umas boas dezenas de euros. Over.

      Excluir
  11. Maria (ainda não sou a NM)23 de junho de 2014 13:22

    Eu tenho um com 5 cá em casa e ainda tenho alguns sintomas.
    A queda do cabelo e a mudança de estilo foi um tanto assim... o maior "problema" ainda é a sensibilidade para com as crianças e as pessoas com problemas... Hoje de manhã calhou estar em casa a ver um programa com uma familia com sérios problemas financeiros e chorei "baba e ranho".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Credo... eu se não me controlasse... tudo me emociona!! Até mesmo a falta de emoção das coisas... :DDD

      Excluir
  12. Bom, deste lado más notícias: pari há um ano e meio e estou quase igual tirando a queda de cabelo. E o restlying também aconteceu comigo - estou a ficar mais mulherzinha. Não sei se isso se deve às hormonas ou ao facto de ter feito os 40. Pode ser uma das duas. Quanto ao resto, está ser incapacitante. Principalmente na vertente profissional, visto que trabalho com cenas de guerra e coisas que tal, nas quais convém ter um cepo de betão a trabalhar e não uma gaja com hormonas activas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um ano e meio?? ou seja, 18 meses? ~540 dias? Está certo....

      Excluir
    2. Simsenhor. Pois é. Não está nada fácil. E, claro, eu era um cepo de betão, sem coração e por isso senti mais a diferença. Além disso os meus outros filhos não me provocaram esta coisa da mariquice. Deve ser da idade...

      Excluir
  13. Eu até te falava das hormonoa doidas, doidas varridas mesmo, que me assolam há um par de meses mas o assunto é partos e desses (três, note-se), não me ocorre consolo p'ra te dar.Isto porque não fiquei diferente da descontrolada "hormona" que sempre fui.

    Agora esta p*** de pré-quase-agoréqué-aindanãofoi-Menopausa, enfim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conta-me tudo... Choras? Tens ataques de fúria? Ataques de gula? Há quanto tempo te dura isso? Ui...

      Excluir
    2. Tens taaaanto tempo Nê Mê, que resolvi não te maçar com minudências :D
      (ok, ok, é sim para a fúria...a gula nem tanto, mas a fúriaaaa, siam-me da frente :( )

      Excluir
    3. Pronto, pronto... A partir de agora o meu comentário para ti será sempre o mesmo: "Tens razão Dinada!"

      (Ai não que ainda me partes aqui o estaminé todo!!)

      Excluir
    4. Tonta :D:D:D:D
      Nê, já disse algures mas repito: Nê, eu amo você!

      Excluir
    5. Tens razão Dinada! :DDDD

      Excluir
  14. Eu pari há quase um ano, maneiras que não tenho nada a declarar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipinha, meu doce... Esse seu mau feitio ainda lhe vai trazer muitos dissabores... Olhe o que eu lhe digo que eu não dure sempre...

      Excluir
  15. E as mamocas em dobro, não te alegram? Eu estou encantada!!! :)

    ResponderExcluir