sábado, 18 de abril de 2015

"É só uma virose." ou uma aventura na Babyland.

Domingo: Febre ranhosa, ali nos 38°C. Benuron 6h/6h. "Paciência, paciência, o tempo está bom mas ficamos todos em casa que também é fixe."

Segunda: Continua com febre. Diagnóstico: Virose! (Verdade, podeis fechar a boca do espanto.) Defesas em baixo... Tau! Conjuntivite! Gotinhas e um berreiro tremendo de cada vez que, enfim, "Vá... Tem de ser!" Fica o pai com ele em casa. (Verdade... A boquinha, fechai lá a boquinha... Estais muito espantandiços hoje.) Marido com olho no burro e outro no cigano (i.e. criança e computador, no particular order, como se diz no estrangeiro).

Terça: Mais do mesmo. Volta a ser o pai a ficar em casa a cuidar do filho doente. (Juro!)

Quarta: Já sem febre. Eu apresentação inadiável. Ele reunião inadiável. Crianças no colégio. Tau! Ambas as duas! Hora de almoço... Tau! Telefonema da escola: "O menino... A conjuntive... O contágio... A falta de apetite. Se fizesse o favor... Talvez ligar ao pediatra e rever a medicação..." Pois com certeza lá vou eu buscar o menino... "Oh doutor, oh doutor... O menino... A conjuntivite...", "Pois... Foi a virose... As defesas em baixo... Uma pomadinha... Acrescente-lhe uma pomadinha às gotinhas... E não se preocupe com a falta de apetite... Ele está bem. É tudo da virose.", "Oh filho deixa pôr, tem de ser, tem de ser, os teus olhinhos, os teus olhinhos... Pronto, pronto..." Toalhas todas para lavar, troca lençóis, limpa olhinhos em separado com compressinhas esterilizadas e sorinho fisiológico. "E o trabalho, e o trabalho, ai meu Deus, ai meu Deus, que este inverno está a ser tão difícil, mas tu não vês puto que já vamos a meados de abril?"

Quinta: Compressinhas, sorinho, "Não mexas nos olhinhos...". "Pronto, pronto, tem de ser, são só umas gotinhas...", "Já mal se nota.", penso eu. "Ai coitadinho do menino como ele tem o olhinho", diz-me a vizinha...

Sexta: Alegria! Alegria! O olhinho... O olhinho está francamente melhor. Viva! Viva! As crianças no colégio. Ambas as duas. Nós no trabalho. Ambos os dois. Chega o fim do dia sem sobressaltos e sem viroses... "Aaaahhhh. A partir de agora só primavera. Nada mais que primavera."; Viva! Viva! "E amanhã vamos onde?", "Onde quiseres, meu filho. Onde quiseres... Afinal é primavera."

Sábado: "Oh diabo... Olha para ele... Já viste as manchas na cara? Está igualzinho ao Jr. há quinze dias... Olha as costas... Está cheio de pintas... Escarlatina! Tenho a certeza que tem escarlatina." Ala para o doutor... "Olha as pessoas a olhar para a cara inchada do miúdo... E as costas? Ora espreita-lhe aqui para as costas... Até metem impressão... A pele até parece lixa."


Escarlatina? Não.
Varicela? Não.
Exantema súbito? Não.

"Ora bem... Se não estivesse extinta e ele tivesse feito febre, eu diria que é rubéola... Mas neste caso... Acredito que seja só uma virose. É deixar passar!... Até lhe desaparecerem as pintas não pode ir à escola... Mas bom, não se preocupe... É só uma virose!"

Ah pronto... Se é só uma virose e é só deixar passar... Pronto... Então está bem!


18 comentários:

  1. Quem é que precisa da Feira popular com uma montanha russa animada como esta?


    Que melhore rapidamente, Nêzinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei como lhe hei de explicar que, enfim, o inverno das viroses já acabou há muito..

      Excluir
  2. Que coisa tão boa, que só apetece apertar, que saudades! :)
    Melhoras e paciência, que (outro) remédio...?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois LP... Que remédio tenho eu? :) (obrigada!)

      Excluir
  3. Olha eu passei assim 5 meses de novembro a março, tudo aconteceu a ambos os dois :P felizmente o abril ( e óleo fígado bacalhau com geleia real) levaram tudo. Os putos estão fixes finalmente! Tres vezes na madeira, Lagarto, Lagarto, Lagarto que isto nunca se sabr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou tão cansada Cláudia... :( Olha... Eu vi lá isso do óleo e da geleia... ??? O que é?

      Excluir
    2. É homeopático, a minha mãe comprou na ervanária. Aumenta o apetite, reforça as defesas, dá energia e é mesmo bom. O miúdo parece outro, mais bem disposto, sem tosses nem febres... Come melhor e até o humor melhorou.acredito que estejas cansada, sei como é. Ora os dois de uma vez, ora um ora outro. Em Fevereiro fui todos os fins de semana as urgências

      Excluir
  4. A minha filha quando foi para o colégio aos 3 anos, esteve doente com viroses desde outubro a final de abril. Entre viroses fazia um intervalo de 3 a 5 dias...
    Vais ver que a época das viroses está quase a acabar. As melhoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai ana... O problema foi eu estar mal habituada com o Jr. que ali não há bicho que pegue. (Olha eu a bater na madeira.)

      Excluir
    2. Quer dizer... A escarlatina pegou... ;D

      Excluir
  5. Que sorte a vossa... deve ser tão complicado gerir doenças dos mais pequenos com as obrigações laborais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso uma ginástica que nem imaginas S*... Às vezes ando mesmo à Beiro de im ataque de nervos. Mas depois passa... :p

      Excluir
  6. Querida Nê, ter um filho doente já é mau, agora os dois...as melhoras para os pequeninos.
    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Jr. já estou bom Pê. Obrigada e im grande beijinho.

      Excluir
  7. Oh pa :( as melhoras para o piqueno. E abracinho para a mãe :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Madame 3,14. Obrigada que bem preciso de abraços que isto não tem sido fácil. A menina é uma querida. ;D

      Excluir