terça-feira, 11 de outubro de 2016

Estava aqui a ver as imagens dos taxistas...

... Ninguém se deu ao trabalho de lhes explicar que aquilo da irem "à luta" não era para ser levado à letra, ora não?

Fui a única que depois de hoje, e nunca tendo usado a Uber ou a Cabify ou lá o que é, ficou com medo de andar de táxi, não fui?

9 comentários:

  1. Terei andado de táxi em Portugal umas quatro ou cinco vezes, no máximo, é tudo viagens sem estória, mas tive uma colega de faculdade cujo pai era taxista. Das poucas palavras que troquei com ele pareceu-me educadíssimo. Ontem lembrei-me dele (espero muito que o senhor se tenha reformado entretanto, para de poupar ao vexame de ser metido no mesmo saco daquela gente que ontem apareceu na tv).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Mirone, já eu não tenho a mesma sorte. À excepção da última, todas - to-das, as minhas viagens para o aeroporto (de madrugada) têm história. Geralmente a envolver velocidades loucas.

      Da última vez houve ultimato: Ou mandam um taxista em condições ou é última vez que se usa o serviço. E mandaram.

      Excluir
  2. Pipocante Irrelevante Delirante11 de outubro de 2016 11:58

    Medo?
    Ora...

    Desde que não queira ir do aeroporto ao Parque das Nações
    Diga algo como "e o nosso Benfica, hein?"
    Se refira à Uber como "aqueles chulos ladrões"
    E nunca pergunte "tem a certeza de que este é o caminho mais curto?"

    Tem ali amigo para a vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh PID, aquilo pareciam animais raivosos... Mas pensando bem, agora também tenho medo de andar na UBER...
      Tenho de arranjar um cão, está visto!

      Excluir
  3. Pois eu jurei nunca mais entrar num táxi. Mesmo que isso me custe dinheiro. Por viajar bastante em trabalho usava o táxi de-para o aeroporto, pois agora acabou. Vou tentar saber se posso por o NIF da empresa nas faturas de uber, se não der, prefiro perder o dinheiro a dar um cêntimo àquela corja. É inqualificável o que fizeram ontem.
    Como se isso não fosse o suficiente, são tão idiotas e acham que nos tomam por parvos, então é tudo super ilegal até os deixarem fazer o mesmo?! Animais...
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E os da Uber devem ser continuamente provocados e ameaçados... Num táxi em que eu ia, o taxista atirou-se para cima de um carro. Literalmente. Eu não percebi muito bem o que aconteceu que ia lá a pensar na minha vida e era de madrugada, mas foi por um triz que não batemos. O taxista falou no plural, qualquer coisa como "estes gajos... Desculpe mas ele invadiu-me a faixa" (??) enfim, uma coisa qualquer que na altura não percebi. Ao chegar ao aeroporto lá estava o tal carro a deixar pessoas. (E a polícia de intervenção. Também estava a polícia de intervenção.) Depreendi depois que fosse um Uber e que o taxi onde eu tinha vindo o tinha assustado deliberadamente.

      Excluir
    2. AH! E agora o Medina quer aplicar a taxa única no aeroporto para os táxis... Vão roubar para a estrada, cambada de chulos. Todos!

      Maria

      PS: já abri uma segunda conta na uber com os dados da empresa. Não vão ver mais um cêntimo meu.

      Excluir
  4. Eu até ao dia de hoje só apanhei 1 taxista em condições mas facto é que dispenso bem andar de taxi. Aliás só recorria ao serviço deles em última instância e até preferia alugar um carro do que ter de levar com eles.

    Ontem só demonstraram para o país o que são como classe profissional. E eu acompanho um site internacional, uma espécie de fórum, onde foram mostradas as imagens deles a "manifestar pacificamente" contra aquele Nissan e o outro que dizia que as leis eram como as meninas que serviam para violar.

    Tudo muito "boa gente" "homens de familia" que não viram nada que a "policia é que começou" e que só estavam a fazer uma "manifestação pacífica".
    Se antes não queria nada com eles, acho que agora ainda deixaram mais a certeza no ar que o monopólio que detinham lhes fez muito mal, lhes deu muitas liberdades e a incapacidade de perceber que é com o bom serviço que ganham clientes e com o péssimo serviço que prestam na generalidade que os perdem.

    Depois, felizmente, há um ou outro que faz um bom trabalho e que, infelizmente, vai acabar por ser catalogado de acordo com os seus colegas de trabalho mesmo que ele não seja assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. É mesmo tudo verdade.... Os monopólios dão sempre azo a uma atitude de eu quero, posso e mando. Quando a isso se junta uma cultura pouco civilizada... Dá no que deu!

      Excluir