quinta-feira, 20 de março de 2014

Ainda disso dos leites bons e leite maus... Vinde a mim outra vez leiteiras fanáticas, vinde...

Vitamina A durante a gravidez é essencial para um sistema imunitário saudável nos filhos

Vocês querem lá ver que, às tantas, com a amamentação a coisa funciona mais ou menos da mesma maneira? Querem lá ver que há leites maternos melhores e leites maternos piores, dependendo do que a mãe come e da forma como o seu organismo o processa?

Hum... Tenho cá para mim que anda por aí muita leiteira fanática a apregoar a amamentação no matter what*, que se amasse realmente os filhos os alimentava com leite de lata... Custa "ouvir", não custa?

* Não me venham cá outra vez com a história do álcool e das doenças e mais não sei quê, que obviamente eu não me estou a referir a esses casos.

** Cenas de capítulos anteriores Aqui e Aqui.

16 comentários:

  1. Tu gostas mesmo de cutucar a onça, não gostas?

    A T. parece que também não quer alimentar a futura cria a mama. Eu acho bem, que eu quero ficar com elas só pra mim. Sou um inbejuoso do quarago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A T, o quê??? Tu, o quê???? Ai meu Deus que ides ter a CPJC à porta...

      (Sim, eu gosto de viver no risco. :DDD)

      Excluir
  2. Que chata e repetitiva e que estratagema ultrapassado para conseguir visibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exacto. Sabe, é que eu sou como as misses... O meu único defeito é a teimosia.

      Agora isso do estratagema (mas qual estratagema??) e do "conseguir visibilidade" (o que é que eu ganho em ter "visibilidade"?) é que me deixam aqui a pensar... Está a falar do quê?

      Excluir
  3. O que é que eu tenho de comer, então? é que eu quero disponibilizar uma nora de jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora espectacularíssima comentadora que eu não conheço de lado nenhum, diz que a menina tem que enfardar carradas de cenouras... Carradas e carradas... (Agora... Se a criança sair de olhos vermelhos e pelo branquinho eu não me responsabilizo! :DDD)

      Excluir
  4. Obviamente que a alimentação interfere... por isso, cada mãe tem de cuidar do seu filho, se pretender amamentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois, a mim também me parece. Se uma mulher não tiver capacidade de se alimentar como deve ser, mais vale dar artificial, pelo menos como complemento.

      Excluir
  5. O que esta notícia não explica (a da VISÂO explica) é que uma dieta equilibrada "normal" é mais do que suficiente para o aporte de vitamina A, colocando-se a questão com relevo em países de terceiro mundo com carências alimentares drásticas. Lá vamos para as situações-limite... Não é preciso comer só bagas goji e sumos verdes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sim, que uma dieta equilibrada seja mais que suficiente se a mulher metabolizar o que come da melhor forma (o meu comentário ali em cima à Inês foi irónico e estou certa que ela percebeu isso). Eu tenho uma dieta "normal" e o meu bebé perdeu em 15 dias, 20% do seu peso... Comigo a ter leite. Ou seja, eu só digo que acredito que há mulheres com melhor leite que outras, tal como há mulheres que não produzem a quantidade suficiente de leite para alimentar os seus filhos em condições. É a única coisa que eu defendo. Não acredito é no discurso de que tudo depende da força de vontade da mulher. Isso é que eu acho muito duro de digerir e que pode conduzir mesmo a depressões nas mulheres por acharem que não estão a ser as melhores mães.

      Excluir
    2. Aí estou plenamente de acordo contigo. O q eu acho (e tomando como referência a minha experiência) é que muitas vezes a amamentação corre mal porque as mães são mal orientadas(como eu fui), porque as enfermeiras "impingem" suplementos aos bebés mal nascem, porque impõem às mães horários rígidos de amamentação e duração das mamadas... enfim. Mas também não concordo que se faça disso um cavalo de batalha, muito menos que daí se retire como conclusão maior ou menor "amor maternal"! (demoro, mas volto!) ;) A.

      Excluir
    3. O que importa é que os pequenos cresçam como deve ser. (Volta sempre! ;) )

      Excluir
    4. E que as mães estejam felizes... Mt importante mesmo!

      Excluir
  6. Por falar em fanáticas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi?? É suposto assentar-me a carapuça?

      (Não leu nada do que eu escrevi, pois não? O que importa é mandar o bitaite, não é? Pois... Bem me parecia.)

      Excluir
    2. A minha mãe não tinha leite com qualidade suficiente para m. Diz que eu era bebé de muito alimento e passava o dia a berrar com fome. Depois descobriram um leite de fórmula que eu gostava e era ver-me a enfardar daquilo como se não houvesse amanhã e a crescer como deve de ser. E a minha maior doença na meninice foram mesmo as otites e um ombro com tendência para sair do sítio devido ao meu (muito) peso. Que de resto era uma criança perfeitamente saudável. Inclusivamente a varicela que aPanhei foram meia dúzia (literalmente) de borbulhas.

      Excluir