quarta-feira, 26 de março de 2014

I beg your pardon??

Juro... Juro que o meu sogro me espetava semelhante sopapo nas trombas que eu nunca mais era gente...

Adenda: É que era mesmo... Garanto-vos que era menina para dar três voltas nas cuecas sem tocar nos elásticos.

12 comentários:

  1. Too much information (in both situations).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. .... pá... no comments!

      Excluir
    2. Nãp preciso da saber da consistência de nenhum dos itens em apreço, muito menos em forma de post público.

      Excluir
  2. O nível de educação é tão baixo que até dói. Ai no dia em que lhe cair um pedaço de céu em cima da cabeça é que vão ser elas. Não haverá psicologia que a salve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois não sei... É que quando a filha tiver idade para ler as cartas que ela lhe escreve também terá idade para ler o que ela disse ao mundo dos avós...

      Excluir
  3. Não sei o que é mais triste, o achincalhar contínuo dos sogros ou a passividade do marido com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será passivo? Será que não se importa mesmo ou será que ela não se importa que ele se importe. Caramba... Isto a mim mete-me muita confusão.

      Excluir
  4. Não era preciso vir o sogro…o meu pai viria do além perguntar se era aquilo que me tinha ensinado...

    ResponderExcluir
  5. Andei meses a aguentar-me, nem de propósito tenho um post agendado para hoje, sobre esse tema. Tanta falta de educação é deplorável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo isso... Falta de educação, mas não só... Dois pesos e duas medidas tb... É certo que pouco leio do blogue e conheço-o há um ano, um ano e meio, mas não me lembro de ela alguma vez ter falado da sua mãe nestes termos...

      Excluir