segunda-feira, 11 de agosto de 2014

True Story: A Tatuagem

Hoje numa esplanada, na mesa ao lado da nossa, um rapaz novo mostrava ao amigo a tatuagem (ainda inflamada) que tinha feito no antebraço: um "CRISTINA" enoooorme...

Diz-lhe o amigo: "Oube lá... E se acabas com a gaja??!..."

Responde o moço tatuado: "Que se f@da... A minha mãe também é Cristina!"


(...) 

Ainda não consigo deixar de me surpreender com o sentido prático masculino....

11 comentários:

  1. Respostas
    1. É que não estás bem a "ber" o tamanho da Cristina...

      Excluir
  2. Imagino-me num encontro amoroso com um homem desses:
    Eu: então, conta-me lá quem é a Cristina que tens tatuada no braço.
    Ele: ah, Cristina é a minha mãezinha. Tatuei o nome dela porque a amo muito.
    Eu: (fugia a 7 pés)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei porque é que dizes isso!! :DDD (Sê muito bem vinda!)

      Excluir
  3. Ahahahahah! Muito bom! Gosto do sotaque!! Ainda bem que a "piquena" tem o nome da mãe!!

    ResponderExcluir
  4. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    A minha também

    ResponderExcluir
  5. Muito bom. Realmente sentido prático não lhe falta...

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho um primo que tem o nome da mãe tatuado no braço, enorme... Sem comentários que é feio falar mal da família.

    R

    ResponderExcluir
  7. eu soube dum casal cujo gajo decidiu tatuar os retratos dos pais na coxa (sim, nas coxas, parte de cima da perna, parte frontal), o gajo ERA casado, a mulher nao esteve com ele muito mais tempo depois disso (mas em defesa do dito gajo eram belissimos retratos, muito bem feitos)

    ResponderExcluir